3/26/2020

Tratamento restaurador atraumático em cavidades atípicas

TRA

O tratamento restaurador atraumático tem sido bem difundido entre os profissionais da área de Odontopediatria.

Essa técnica restauradora está inserida na filosofia de mínima intervenção e é considerada como uma das mais conservadoras, pois há somente a realização da remoção do tecido dentinário infectado.

Além disso, o tratamento restaurador atraumático mostra-se menos doloroso que a técnica convencional, sendo a anestesia raramente requerida.


Após a remoção do tecido dentário infectado, realiza-se o preenchimento das cavidades com o cimento ionômero de vidro, material que possui capacidade antimicrobiana, bom selamento marginal e liberação e recarga de flúor constante.

Apesar do aumento no número de estudos sobre esse tratamento, somente trabalhos com restaurações em cavidades oclusais mostram evidências científicas sobre a técnica.

Veja Também: Quem são os mantenedores de espaço?

O objetivo deste trabalho é relatar o caso clínico de um paciente com grandes destruições nos dentes decíduos, o qual foi submetido ao tratamento restaurador atraumático e observar o resultado da técnica após um ano de acompanhamento clínico e radiográfico.

INTRODUÇÃO : Nos dias atuais, pode-se dizer que uma lacuna no tratamento restaurador, para grande parte da população de países subdesenvolvidos e em desenvolvimento, tem sido preenchida com a técnica do tratamento restaurador atraumático.

LEIA ARTIGO COMPLETO AQUI


° Letícia Simino CARVALHO / Janaina Merli ALDRIGUI / Clarissa Calil BONIFÁCIO / José Carlos Pettorossi IMPARATO / Daniela Prócida RAGGIO
° RGO, Porto Alegre, v. 57, n.3, p. 357-362, jul./set. 2009


Tambien te puede gustar