ADS

Granuloma gravídico – relato de caso

Granuloma Gravidico

O granuloma piogênico é uma das entidades mais frequentemente associadas à expansão dos tecidos moles.

Em gestantes, é comumente denominado granuloma gravídico ou tumor gravídico.

Acreditase que essa lesão, de natureza não neoplásica, represente uma resposta tecidual exuberante a uma irritação local ou trauma. Hormônios sexuais femininos estão relacionados com a patogênese dessa lesão.


Esse relato apresenta o caso de uma paciente de 27 anos, no oitavo mês gestacional, com granuloma gravídico na região de mucosa vestibular do dente 42 que estava interferindo na qualidade de vida da paciente. Foi realizada a biópsia excisional da lesão.

Dependendo do volume, o granuloma piogênico tende a regredir por completo, após o término da gestação, no entanto, em alguns casos, deve-se considerar a remoção cirúrgica da lesão, uma vez que ela pode interferir na alimentação, no convívio social e matrimonial, fatores importantes para que a gestação evolua adequadamente.

Veja Também: SAÚDE BUCAL : Primeira Consulta Odontopediatra

Embora a paciente não tenha retornado para avaliação do pós-operatório imediato e mediato, foi relatado, por contato telefônico, que não houve recidiva da lesão, decorridos 18 meses do procedimento cirúrgico.

Introdução O granuloma piogênico é uma das entidades mais frequentemente associadas à expansão dos tecidos moles1, representando entre 3,8% e 7% de todas as biópsias de lesões realizadas na cavidade bucal.

Semelhante a um tumor, de natureza não neoplásica, considera-se que represente uma resposta tecidual exuberante a uma irritação local ou trauma3. No entanto, a patogênese do granuloma piogênico ainda não se apresenta completamente estabelecida.

LEIA ARTIGO COMPLETO AQUI


Odontologia Clínico-Científica
Marta Silveira da Mota Krüger / Denise Paiva da Rosa / Fernanda Geraldo Pappen / Ana Regina Romano / Fernanda de Oliveira Bello Corrêa

No hay comentarios