4/03/2019

Traumatismo dentoalveolar na dentição decídua

Reabilitação

O atendimento a crianças com traumatismos na dentição decídua requer uma abordagem diferente daquela utilizada na dentição permanente, isso porque existe uma relação muito próxima entre o ápice do dente decíduo afetado pelo trauma e o germe do dente permanente sucessor.

As possíveis repercussões sobre o dente permanente devem ser consideradas ao se realizar o tratamento imediato, de modo a evitar danos adicionais.

Também precisam ser levadas em conta as prováveis sequelas tardias do trauma, tanto para a própria dentição decídua como para a permanente.


Diante da importância do assunto, este capítulo procurou abordar tal tema de maneira ampla, desde a anamnese até os exames geral, intrabucal e radiográfico, com vistas a analisar integralmente o paciente.

Além da classificação das lesões traumáticas nos tecidos dentários e de sustentação, enfatizam-se o diagnóstico, o tratamento indicado, o prognóstico e a proservação de cada situação clínica.

Veja Também: PREVENÇÃO : Tratamento Restaurador Atraumático. Uma técnica que podemos confiar?

Um tópico sobre lesão em tecido mole foi incluído, pois esta tem grande impacto para a criança e sua família e pode estar associada a outros tipos de traumatismos.

Como a análise da situação vacinal da criança é sugerida, ante a existência de casos que exigem que a vacina antitetânica esteja na sua validade, acrescentou-se a recomendação do Ministério da Saúde quanto à imunização antitetânica.

Há também um item sobre contenção, orientação aos pais e repercussões do trauma para os dentes decíduos e os permanentes sucessores.

LEIA ARTIGO COMPLETO AQUI


revodonto.bvsalud.org
RSBO
Estela Maris Losso / Maria Cristina dos Reis Tavares / Fernanda Mara de Paiva Bertoli / Flares Baratto-Filho


Tambien te puede gustar