ADS

Interceptação da mordida cruzada anterior na dentição decídua utilizando plano inclinado fixo: Relato de caso

Ortodontia

A mordida cruzada anterior é um tipo de má oclusão que pode apresentar diferentes fatores etiológicos e não se auto corrige.

Desta forma, um diagnóstico correto e o tratamento precoce se torna de extrema importância, permitindo o direcionamento adequado do crescimento da maxila e da mandibula e o desenvolvimento harmônico da oclusão.

Este artigo relata o tratamento da mordida cruzada anterior dentária na dentição decídua, com a utilização de um plano inclinado fixo que demonstrou-se eficaz, corrigindo a má oclusão e permitindo um desenvolvimento harmônico do aparelho mastigatório.


INTRODUÇÃO

A estética tem sido cada vez mais valorizada nos dias atuais, desde a idade precoce, os pais se preocupam com a estética da dentição decídua dos filhos, já que isso pode ocasionar incovenientes no convívio social e logo no psicológico da criança.

Um dos problemas mais encontrados na prática odontológica infantil é a mordida cruzada. Esta condição se refere a uma alteração no posicionamento de um ou mais dentes da maxila em relação a mandíbula, que é observado durante a oclusão, podendo se classificar em mordida cruzada anterior e/ou posterior.

Veja Também: Quem são os mantenedores de espaço?

A mordida cruzada anterior é definida como uma má-oclusão resultante do posicionamento palatino dos dentes anteriores superiores em relação aos dentes anteriores inferiores que estariam num posicionamento vestibular.

Diagnosticada frequentemente na dentição decídua e na dentição mista, podendo resultar entre uma variedade de fatores, tais como: caminho de erupção lingual dos incisivos maxilares, lábio leporino reparado, trauma resultando em deslocamento lingual do germe do dente permanente, dentes anteriores supranumerários, dente retido ou raiz decídua necrótica, odontomas, apinhamento na região dos incisivos, perda dental prematura, falta de espaço no arco, hábito de morder o lábio superior.

LEIA ARTIGO COMPLETO AQUI


°mastereditora.com.br
°Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research
°KAREN CHAVES FARIAS LEITE / SHYSA KOUTAKA DA COSTA PIRES / FRANCIELLE CHAVES FARIAS LEITE / PAULO VICTOR NOGUEIRA BENETTI / OSWALDO LUIZ CECÍLIO BARBOSA / CARLA CRISTINA NEVES BARBOSA

No hay comentarios