ADS

Fratura de mandíbula em paciente pediátrico no momento do parto: relato de caso

Fratura mandibular

Dentro do grupo dos pacientes pediátricos, as fraturas de ossos faciais no recém-nascido são pouco relatadas na literatura.

É um acontecimento raro, quando ocorre no momento do parto. A mandíbula é o osso da face mais envolvido, sendo sua incidência aumentada com o passar da idade.

O presente artigo relata um caso de fratura de mandíbula ocorrida no momento de um parto prematuro, tratada de forma conservadora, com acompanhamento pós-operatório de 5 anos.


Introdução : A prevalência de injúrias em região de cabeça e pescoço, no momento do parto, é de 0,82%, sendo que a prevalência é de 9.56 por 1000 nascidos vivos.

Dentre as fraturas de face, as fraturas de mandíbula são as que mais afetam as crianças hospitalizadas.

Veja Também: SAÚDE BUCAL : Primeira Consulta Odontopediatra

A ocorrência de fraturas dos ossos maxilares em crianças aumenta proporcionalmente com a idade, sendo que de 0-1 ano, a frequência é de 0,9% a 2,6%4. Isso mostra a raridade de tal ocorrência.

O objetivo desse relato de caso é apresentar o tratamento conservador de uma fratura de mandíbula em paciente neonato, ocorrida no momento do parto.

LEIA ARTIGO COMPLETO AQUI


Rev. Cir. Traumatol. Buco-Maxilo-Fac., Camaragibe v.12, n.3, p. 55-60, jul./set. 2012
Laurindo Moacir Sassi / Thiago Serafim Cesa / Jean Carlos Della Giustina / José Luís Dissenha