View AllOdontopediatría

Medicina Bucal

Endodoncia

ÚLTIMAS NOTICIAS

4/14/2020

PREVENÇÃO: Cárie precoce em crianças pode ser evitada com a prevenção

Reabilitação

O Journal of Dental Research é uma publicação americana que divulga estudos científicos da área odontológica.

De acordo com o veículo, entre 60 e 90% das crianças e quase 100% dos adultos de todo o mundo têm cárie.

Relatou-se ainda que os problemas bucais afetam 3,9 bilhões de pessoas, onde a periodontite severa e as cáries em dentes de leite estão fortemente presentes.


Informações como essas alertam para a necessidade de uma prática importante: a prevenção!

Para incentivar essa prática e contribuir com a saúde bucal desse público, a Clínica de Odontologia da Unoeste, localizada no campus I da universidade, oferece serviços gratuitos de odontobebê (de 0 a 4 anos) e odontopediatria (4 a 14 anos).

“Realizamos atendimentos de prevenção à cárie dentária como profilaxia, aplicação tópica de flúor e selantes. Prestamos também ações curativas como restaurações, canal, exodontia e ortodontia preventiva”, explica a professora Karine Takahashi.

Veja Também: PREVENÇÃO : Como fazer a higiene bucal dos bebês

Mesmo que não possuam dentes, ela explica que é preciso uma atenção especial com os bebês. “Fornecemos orientações de dieta, higiene e aleitamento, além da aplicação de flúor e acompanhamento do desenvolvimento da dentição”.

Esse trabalho é importante, pois a cárie precoce da infância tem alta prevalência, atingindo principalmente a faixa etária entre 0 e 3 anos, que se alimentam no período noturno. “Essa cárie é altamente agressiva, influenciando no crescimento, desenvolvimento e qualidade de vida da criança”, destaca a docente.

Residente em Presidente Bernardes (SP), Luciana Restani Valentim Junqueira é mãe de Maria Julia de um ano e quatro meses. “Toda a noite eu amamento a minha filha e essa prática acarretou em problemas bucais.

Muitos acham que só o leite de mamadeira causa a cárie por causa do açúcar. Isso é uma ideia equivocada que pude constatar na prática”. Comenta que a cárie na pequena Ana Julia foi descoberta na clínica da universidade. “Estou tranquila, pois sei que aqui a minha filha recebe todos os cuidados necessários”, diz, destacando a estrutura do local.

Quem também está sendo atendida na universidade, por meio da odontopediatria, é Mirelly Vitória Piovan Ribeiro de 7 anos. “Fomos encaminhados para cá depois que passamos na UBS do bairro prudentino Brasil Novo”, conta a mãe da criança, Lucimara Piovan Santos.

Ela conta que não sabia dos serviços prestados para essa faixa etária. “Quando solteira já fiz tratamento aqui e, atualmente, meu marido Damião também é beneficiado pelo local. Estou feliz em poder trazer a minha filha para essa iniciativa, pois não teria condições financeiras de arcar com os custos”.

investimentosenoticias.com.br

CLINICAL CASE : Brain abscess secondary to a dental infection in an 11 year old child

Clinical Case

A primary molar dental abscess was implicated as the cause of a brain abscess in an 11-year-old boy.

This case report describes the neurological signs and symptoms, and acute management of a brain abscess in a child.

A brain abscess is provisionally diagnosed from the patient’s medical history, as well as the presence of signs and symptoms such as fever, headache, nausea, vomiting, focal neurological deficit, altered mentation, speech alterations, papillary edema, and neck stiffness or seizures.


A definitive diagnosis of brain abscess is confirmed through imaging.

The dental source of infection is identified by the exclusion of more probable foci such as the ears, heart, lungs, eyes or sinuses.

Read Also: EMERGENCY : Multidisciplinary approach in the immediate replantation of a maxillary central incisor

Introduction : Dental abscesses and facial cellulitis put dentists on alert for potentially life-threatening conditions such as sepsis or airway obstruction, but the risk of a brain abscess is a complication of odontogenic infection that dentists rarely consider.

This report describes the case of an 11-year-old boy whose brain abscess and associated neurological signs were most likely attributable to an abscessed primary molar.

The description of the neurological signs and symptoms, and the history and management of this case will inform dentists about the real possibility of a brain abscess of dental origin.

READ FULL ARTICLE HERE


°jcda.ca
°Canadian Dental Association
°Dr. Hibberd / Dr. Nguyen

ORAL HYGIENE : How to Clean a Baby's Gums

Oral Hygiene

The road to your baby's first birthday is full of milestones, from solid foods to first steps.

But it's the most picture-worthy milestone – your child's first smile – that reflects the importance of good oral health even before his or her baby teeth erupt.

Even before your baby sports his first tooth, it's a good idea to get into the habit of wiping his gums with gauze or a soft wet washcloth during bath time.



You don't need to use any toothpaste yet. Simply wrap the cloth or gauze around your index finger and rub it gently over his gums.

Bacteria in the mouth usually can't harm the gums before the teeth emerge, but it can be hard to tell when the teeth are starting to push through, so you'll want to start early.

Getting your baby used to having his mouth cleaned as part of his daily routine should make it easier to transition into toothbrushing later on, too.

Read Also: ORAL HYGIENE: Brushing a baby's teeth

Although clamp and scissors are used in this video, alternatively, a laser can also be used. Keep in mind, video is for release and NOT frenulectomy.


Youtube / Howcast



4/13/2020

Conozca la CARIES DE BIBERÓN o Caries de la Infancia Temprana (CIT)

Caries de biberón

La caries de la infancia temprana es la presencia de una o más superficies cariadas (con o sin lesión cavitaria), superficies perdidas (debido a caries) o superficies obturadas en cualquier diente de leche de un niño entre el nacimiento y los 71 meses de edad.

Las condiciones para crear esta enfermedad, son:

°Dieta alta en azúcar y carbohidratos.


°Dar biberón o pecho en la noche. Ya que los restos de leche se quedan en la boca y se fermentan por acción de las bacterias generadoras de caries.

°Endulzando el chupón o el pezón con azúcar o miel.

°No fluorizar sus dientes.

Leer también: CARIES DE BIBERÓN: ¿Cuáles son las causas de las "Caries de biberón"?

La caries de biberón tiene una serie de características que son:

°Afecta al niño muy joven, antes del primer año de vida, donde ya puede ser observada.

°Tiene una evolución muy rápida.

°Muchos dientes están involucrados, generalmente más de tres incisivos.

°Afecta básicamente, y primeramente los incisivos superiores, asi como en las molares superiores e inferiores.

°Tiene siempre un componente socio-cultural relacionado con la alimentación nocturna y ausencia de limpieza.

°En los casos más graves afecta también los incisivos inferiores.

°Las lesiones más graves están relacionados con consumo abusivo de carbohidratos , amamantamiento nocturno y falta de limpieza.

Que hacer:

°Controlar la dieta en los bebés bajo en azúcares y carbohidratos.

°No endulzar el biberón o el pezón con azúcares o miel.

°En lo posible desterrar el uso del biberon como medio para dormir, si en caso es díficil hacerlo, procure realizar una buena higiene en los dientes de su bebé.

°En caso de prsentarse la enfermedad, acuda a su odontólogo.

°Realizar topicaciones fluoradas de 0.02%, recetado por su odontólogo.


Youtube / Christo Meneses